Diário de Notícias
Diário de Notícias

Diretores queixam-se que falta de auxiliares pode afetar segurança

Falta de funcionários ameaça segurança nas escolas.

Conselho de Escolas teme problemas e pede ao ministério para fixar um mínimo de auxiliares por estabelecimento. Em cinco anos, saíram 3000 funcionários.

Os diretores das escolas estão preocupados com o regresso às aulas. Temem que a falta de auxiliares e funcionários possa afetar a segurança e a qualidade do serviço. O Conselho de Escolas pede ao Ministério da Educação para fixar um mínimo de funcionários por estabelecimento de ensino e aponta metas: nenhuma escola do ensino básico do 1.º ciclo deve abrir sem, pelo menos, um assistente, e nos casos de estabelecimentos dos 2.º e 3.º ciclos devem ser, no mínimo, três os auxiliares. Nos últimos três anos, as escolas perderam 3000 funcionários, cujas saídas não foram compensadas.

Diário de Notícias - 16 agosto 2014

Diário de Notícias – 16 agosto 2014

 

Sem comentários

Deixe uma resposta

*

*